quinta-feira, fevereiro 15, 2007

A Verdadeira Guerra

Ao começarmos os preparativos do casamento, não podemos acreditar que exista algo mais estressante que, escolher igreja, salão, buffet, vestido, decoração, blá, blá, blá... Mas as noivas que ainda não tem aonde morar, e terão que alugar um apartamento, terão uma surpresa ao perceber o quanto é cansativo, angustiante, estressante e degastante essa tarefa que muitas vezes parece impossível.

Tudo começa pela dificuldade de se achar o que quer. Somos obrigadas a virarmos leitoras assíduas da se sessão de classificados de jornais. Os bons corretores simplesmente ignoram as pessoas que pretendem alugar um apartamento, quando você menciona a palavra "aluguel" eles te olham de cima a baixo, reviram os olhos, e te passam o telefone do outro que só lida com isso. Vocês precisam ver o nível dos corretores que mandam para mostrar os apartamentos! Não dá nem para descrever.

Outra surpresa que eu tive, foi perceber que o Leblon não é esse bicho papão todo que dizem. Já visitei uns 4 apartamentos que eu poderia (financeiramente) alugar, mas não rolaram. Um eu só perdi por que um delegado imbecil chegou na minha frente. Já em bairros como Ipanema e Lagoa não consegui nenhum! Os preços são astronomicos, fora da realidade (minha, pelo menos). Outra coisa que é preciso ficar atento: na maioria das imobiliárias a preferência é dada por ordem de chegada, ou seja, outra corrida maluca.
Essa semana aconteceu algo hilário! Fui olhar um apartamento lindinho aqui no Leblon, prediozinho antigo, bonitinho a beça. Ao chegar lá na parte da tarde (após levar um "bolo" do corretor na parte da manhã), já existia um grupo de aproximadamente 5 pessoas esperando. A cada minuto chegava mais gente, no fim, devia ter ali um grupo de 2o pessoas! E o corretor estava mais de meia-hora atrasado. A sorte é que o grupo era super bem humorado. Então conversamos bastante, e a falta de informação de algumas pessoas me impressionou, mas isso eu conto mais para frente. Quando o corretor finalmente chegou, ele perguntou se nos importávamos de ver o apartamento todos juntos. É claro que respondemos que não tinha problema algum. Quando ele abriu a porta, foi uma correria para todos os lados. O apartamento era de fato um sonho!!! Lindinho mesmo!!! Mas como era andar térreo de um prédio antigo, eu e o Renato acabamos desistindo dele. Sei lá, achamos que ficaríamos muito vulneráveis. Para vocês terem uma idéia, da minha janela, eu conseguia ver tudo o que as pessoas compravam no Hortifruti (localizado em frente ao prédio). Sem falar que achamos que a grade do edificio era muito baixinha, e fácil de pular. Então com muita dor no coração, tivemos que desistir deste. Outro que desistimos com muita peninha, foi de um que vimos e nos apaixonamos na Urca, mas percebemos que seria muita contra-mão. E botando na ponta do lápis, gastaríamos mais morando lá, do que no Leblon ou Gávea.
Mas voltando ao assunto da desinformação. Conversando com os meu 20 colegas de espera do apartamento do Leblon, percebi que as pessoas acham que é uma coisa muito simples. Quando na verdade, é algo muito enrolado. Tinha gente ali que nem estava com a papelada pronta. Um rapaz achava que era só conversar com o proprietário, e oferecer um valor (como se fosse um leilão!) Ou seja, fica a dica, antes de começar a olhar o apartamento já estejam com toda a papelada pronta. Caso contrário nem adianta se candidatar, porque com certeza você será um dos últimos da fila. Foi aí que o idiota do delegado me ganhou. Outra coisa importante; é necessário um fiador, sim! Uma minoria aceita depósito. Respondendo outra dúvida muito comum: sim, o fiador pode ser o pai ou mãe. Não há problemas quanto a isso.
Bom, resolvi colocar aqui o que é necessário ter em mãos para se alugar um apartamento:
1) Em primeiro lugar, preenche-se uma ficha enorme (que você pega com o corretor, na imobiliára e em alguns casos na Internet mesmo) com todos os dados do locatório e do fiador. Essa ficha deve ser assinada por ambos.
2) Cópia da carteira de identidade do locatário
3) Cópia do CPF do locatário
4) Cópia do comprovante de renda do locatário
5) Cópia do comprovante de residência do locatário
6) Cópia da carteira de identidade do fiador e de sua esposa (caso o fiador seja casado)
7) Cópia do CPF do fiador e de sua esposa ( a esposa do meu fiador não possui CPF, usa o dele. Por causa disso, tive que apresentar a certdão de casamento dos dois).
8) Cópia do comprovante de renda do fiador
9) Cópia do comprovante de residência do fiador
10) Cópia da escritura do apartamento do fiador ou da certidão de ônus.
Provavelmente, devo ter esquecido alguma coisa, mas acho que basicamente é isso. Meninas, o negócio é o seguinte: antes de começarem a buscar apartamento, já tenham em mãos os documentos necessários. E se gostar de um, vá imediatamente a imobiliária. Se já for no fim do dia, cheguem no dia seguinte as 8 da manhã (que é a hora que elas abrem), porque se duvidar já tem gente na fila. Dessa forma, garanto que nenhum delegado chato chegará antes de vocês. Ma preparem-se, é uma verdaeira maratona! E das chatas!

12 comentários:

Catarina Chagas disse...

Dri, eu acho que essa é a parte mais chata de casar! Escolher o apartamento é uma droga!

São muitos fatores a pensar e interesses a conciliar... Pelo menos, depois que a gente acha, é uma delícia escolher as coisas para colocar dentro de casa!

Boa sorte na busca!
Beijos

Camila disse...

Gente, jura que é tão difícil assim? Fiquei tensa.

Izabel Pena disse...

Já me avisaram que é um horror. Agora, que raiva vc tomou do delegado, hein?!

M. CLARA disse...

DIFICIL E ACHAR ALGUEM QUE QUEIRA SER FIADOR. ACHO QUE NOS DIAS DE HJ NEM PAI NEM MÃE QUEREM ESSA ROUBADA.

Patrícia disse...

esse post é de utilidade pública. Por isso amo esse blog!

Aline disse...

Eu já tive que passar por td isso qdo me mudei para o Rio. Mas como precisarei de um ap maior após ao casamento, tremo nas bases só de pensar. É muito desgastante mesmo.

Mari disse...

Eu já anotei tudinho para não ficar que nem uma barata tonta depois, e ser passada para tras por algum delegado (desculpe a piada, mas não resisti). Tenho certeza que muito em breve voce encontrará algo bem melhor do que o apartamento do tal delegado.

Binha disse...

Ai, que alívio não ter passado por isso..
Beijos e boa sorte na procura !

Simone disse...

Fiquei com medinho tb. Mas suas dicas foram preciosas! É bom já saber que é mais compilcado que imaginamos e de que documentos precisamos. Como alguém mais acima falou, é serviço de utilidade pública.

Danielle disse...

Eu passei por isto qd fui comprar o meu apê... Adequar o que queremos como o que podemos não é nada fácil... Principalmente se, como no meu caso, temos menos de 30 dias pra achar um lugar...

Tomara que você enconte um ape logo... É um alívio e tanto!

beijos

Flavia Marrara disse...

Adriana, Vc é mesmo uma figura com essas suas aventuras, mas o mais engraçado é que eu me identifiquei de cara com todos os seus perrengues, me caso em abril e alugar um apto foi a parte mais desgastante, me senti disputando uma vaga para o vestibular. rrrrsss

grazi disse...

sei muito bem o que vc esta passando com a locação do ap, vc nao tem noção do que aconteceu comigo quando locamos o nosso la por agosto do ano passado. Meu casamento logo ali e nada de ap.

lonkei vc la no meu blog tá. fiz 1 butonzinho para vc. bjos