quarta-feira, janeiro 09, 2008

MEU NOME NÃO É JOHNNY

Há algum tempo atrás li e me encantei com este livro que conta a história de João Guilherme Estrella, um jovem gente boa, de classe média alta, inteligente, simpático e cheio de amigos. De usuário, João Guilherme, passa a ser o maior traficante de drogas para a Zona Sul carioca. Investigado pela polícia, acaba preso, e seu nome torna-se manchete em todas as mídias do país.
Também sabia (antes de ler o livro) que este livro viraria filme, e que Selton Mello interpretaria João Guilherme. Lógico que fiquei toda empolgada, mas após assistir ao filme fiquei um pouco decepcionada. A melhor parte do livro de Guilherme Fiúza é justamente a de João Guilherme cumprindo pena no manicômio judiciário. Quando vemos tudo pelo o que ele passou nos 2 anos em ficou por lá, não resta a menor dúvida que hoje ele é um cara totalmente recuparado. E é exatamente isso que falta ao filme de Mauro Lima. Ao levar para as telas a vida de João Guilherme, os produtores optaram (acho que até para evitar uma comparação direta com o excelente O Bicho de Sete Cabeças) por mostrar mas a parte das festas, viagens e boa vida do personagem, e acabam passando batido pela parte da prisão. E esse foi um erro tremendo. O filme perde muito com isso.
Selton Mello está brilhante e mostra total domínio do personagem (acho que ele e o Wagner Moura são os melhores atores da atualidade). Mas o resto de elenco é deprimente; Cléo Pires, Rafaela Mandelli, Angelo Paes Leme, Cassia Kiss...
O filme está longe de ser ruim, e com certeza vale uma ida ao cinema. Mas que deixa uma pontinha de frustração, isso deixa. O jeito e reler o livro.

4 comentários:

Natasha disse...

Eu tb li o livro e gostei muito. Tenho vontade de ver o filme, mas fico com medo de me decepcionar.Ao mesmo tempo fico curiosa.

Izabel Pena disse...

Eu tb tive a mesma sensação, Dri. Uma pena.

Simone disse...

Eu não li o livro, talvez por isso tenha gostado tanto do filme.

Simone disse...

Eu não li o livro, talvez por isso tenha gostado tanto do filme.