segunda-feira, abril 13, 2009

Beatriz e Chiara

Hoje elas se adoram...

Mas no início rolava um estranhamento (rs).


Todo mundo me pergunta como é a convivência do meu cachorro com a Beatriz. É ótima! Melhor impossível! Quando engravidei, fiquei bem preocupada como seria a reação da Chiara (nossa bichon frise lindinha) com a chegada do bebê. Afinal de contas, até então ela era a princesa da casa. Todas as atenções eram em torno dela. Vocês acreditam que algumas pessoas chegaram a me perguntar se eu daria a Chiara?! Claro que não! Isso nunca passou pela minha cabeça. Sempre fui louca por animais. Jamais faria uma coisa dessas.
.
Já na gravidez as coisas mudaram um pouco. Por causa do peso da barriga, eu não conseguia mais pegá-la no colo, aguentar o pique dela... acho que ela sentiu um pouco. Já nessa época, o Renato passou assumir mais as responsabilidades em relação a ela. Eu morria de culpa e tentava compensá-la de outras formas. Quando a Beatriz nasceu, assim que cheguei em casa, fiz uma coisa que me ensinaram, e foi a melhor coisa que eu fiz na vida. Tirei toda a roupinha da Beatriz (deixei só de fraldinha) e dei para a Chiara cheirar. A Chiara cheirou ela todinha! Claro que segurei bem a Bia no colo. Mas não teve problema algum. Desde então a Chiara passou a também tomar conta da Beatriz. Vocês precisam ver; quando a Bia chora, a Chiara fica toda agoniada cercando ela e procurando eu ou o Renato com se tivesse nos avisando, sabem? É tão lindinho! No comecinho a Bia olha para ela com aquela cara: "que diabo é isso?!" Mas agora já se acostumou. É lógico que não consigo mais dar tanta atenção para a Chiara como eu dava antes, e ela sentiu isso (o que me deixa para morrer de culpa), mas sempre tento recompensá-la de alguma forma. É claro que algumas vezes ocorrem algumas confusões, mas no geral somos uma família bem feliz!

5 comentários:

Renata Rainho disse...

ai que coisa linda, que bom que deu tudo certo, minha mãe fala que quando minha irmã mais velha nasceu a cadela da casa virou uma fera, ninguem conseguia chegar perto do carrinho, e se minha irmã jogava um brinquedo no chão ninguém pegava que a cadela atacava.

é engraçado como algumas pessoas falam em dar cachorro como se fosse uma roupa, um biquini.

bj

Virgínia disse...

A Renata disse tudo, as pessoas acham que animal é igual roupa, se não servir mais ou está feio é só dar ou "jogar fora"!
Que bom que elas se deram bem! Daqui a pouco quem vai estar sofrendo é a Chiara, que vai ter a Bia correndo atrás dela! eheheheh
Bj

Luciana disse...

Que fotos fofas! A segunda está uma comédia... rsrs
A Chiara é lidinha mesmo... Tem toda a cara de ser uma cachorrinha mto boazinha.
Tenha uma ótima semana.
Bjs
Luciana

Beatriz Dias disse...

Que lindo Dri!!
Tb tenho um filho de 4 patas e é claro que ele vai ter que se acostumar qdo vier um bebê. Cachorro é que nem gente, pra vida toda... Não dá pra se desfazer assim... Não é brinquedo velho!
bjs
Bia

Sra Cy disse...

O q vc pasou e passa Dri, eu passo até hj com o Lucky.
Todos me perguntam pq eu ainda tenho cachorro....afinal eu ja tenho filhos.
Allloowwww eu não tive um cachorro só pq não tinha filhos, uma coisa não tem ABSOLUTAMENTE NADA a ver com a outra....FICO TRIPUTA qd me fazem esse tipo de questionamento ou pq ainda não dei o Lucky.
Tb me sinto culpada de não dar atenção ao Lucky como antes, pq eu era quem levava pra passear, e hj é o Julio quem faz isso, além de outras coisas. E ele tb sente.
Mas o engraçado é q ele ADORA a Catharina e MORRE de medo do Thomás...hahaha.
Qd tive as crianças e eles ficaram na UTI, a 1ª roupinha deles qd cheguei em casa dei pro Lucky cheirar, assim ele ja se acostumou com as crianças antes mesmo deles virem pra casa.